Fevereiro 26, 2024

Sindicatos da UGT respondem ao BCP: nem pensar!

Em vésperas de apresentar resultados históricos, BCP propõe aumentos salariais de 2,125% aos trabalhadores. MAIS, SBC e SBN ficaram estupefactos – e obviamente rejeitaram liminarmente a proposta.

Mais um banco cuja administração não reconhece o empenho e o esforço dos seus trabalhadores. No mesmo dia em que uma agência de notação prevê para o BCP lucros entre 800 e 900 milhões de euros em 2023 – um resultado considerado histórico –, a instituição liderada por Miguel Maya propõe aos Sindicatos da UGT um aumento de 2,125% nas tabelas e cláusulas de expressão pecuniária, com exceção do subsídio de refeição, que seria de 13,50€.

A proposta do banco, que se não fosse tão indignamente miserável faria rir, foi apresentada na reunião de negociação de 23 de fevereiro, em resposta à revindicação de 6% de aumento para 2024. A primeira reação dos Sindicatos foi de estupefação… que chegou quase à vontade de chorar.

LER MAIS
Fevereiro 23, 2024

Trabalhadores da CGD em greve dia 1 de março

Depois de mais uma reunião de negociação infrutífera, MAIS, SBC e SBN decidiram convocar uma greve no banco para 1 de março. Os trabalhadores têm direito a aumentos salariais dignos.

Os Sindicatos da UGT reuniram-se com a CGD no dia 21 de fevereiro para mais uma sessão de negociação. A resposta do banco à revindicação de aumentos salariais de 6% foi manifestamente insuficiente: 3% nas tabelas e cláusulas de expressão pecuniária, com um aumento mínimo de 52,63 euros.

LER MAIS
Fevereiro 20, 2024

Montepio: Sindicatos repudiam aumento salarial de 2%

A proposta de revisão salarial do banco é inaceitável para os Sindicatos da UGT, que contrapõem 6%.

À semelhança de outras Instituições de Crédito (IC), o Montepio ignora os bons resultados de 2023 quando se trata de compensar os trabalhadores. Numa total inversão das regras negociais, os bancos recorrem à futurologia na revisão das tabelas para 2024, ao invés de considerarem os dados do ano anterior.

Na reunião de negociações de dia 19 de fevereiro, MAIS, SBC e SBN deixaram claro ao Montepio que a sua proposta de 2% de aumento salarial é inaceitável.

LER MAIS
Fevereiro 12, 2024

Crédito Agrícola antecipa aumentos mas negociações mantêm-se

As Caixas de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) avançam já em fevereiro com um adiantamento de 2,5%. MAIS, SBC e SBN não se opõem, mas avisam que tal percentagem está muito aquém do necessário para fechar negociações.

A antecipação de um valor percentual enquanto decorrem as negociações de revisão salarial não é novidade, pois já se verificou em 2023. Os Sindicatos da UGT não a rejeitam, pois beneficia os trabalhadores.

No entanto, frisam os Sindicatos, a sua concordância não significa, de modo nenhum, a aceitação tácita do valor percentual para um acordo negocial, já que a sua proposta de revisão salarial é de 6% nas tabelas e cláusulas de expressão pecuniária.

LER MAIS
Fevereiro 9, 2024

Bancários concentram-se em luta por aumentos justos

A adversidade do tempo não travou o largo número de bancários que se concentraram à porta da Associação Portuguesa de Bancos (APB) para se manifestarem a favor de uma maior justiça salarial.

LER MAIS
Janeiro 30, 2024

CONCENTRAÇÃO DE BANCÁRIOS – 08.02.2024

PELA DIGNIFICAÇÃO DA CLASSE JUNTA-TE A NÓS!

Os trabalhadores bancários portugueses apelam à opinião pública e dirigem-se às administrações do setor, em uníssono, altamente preocupados com as suas condições laborais.

A banca portuguesa, herdeira da dedicação incansável das últimas gerações de bancários quer deitar para o lixo todo o seu trabalho e dedicação.

Em 2011 e2012 os trabalhadores bancários foram pilares fundamentais para a estabilidade do setor financeiro, muitas vezes alvo de cortes salariais.

Lamentavelmente percebemos que a banca trata, hoje, os seus melhores ativos, os seus profissionais, como escravos.

LER MAIS
Janeiro 18, 2024

CGD: Sindicatos repudiam proposta salarial de 3%

Aos aumentos de 6% reivindicados pelo MAIS, SBN e SBC para 2024, a Caixa responde com 3%, refugiando-se no Despacho das Finanças que limita a 5% da massa salarial. Os Sindicatos rejeitam.

Para a administração da CGD vale tudo para negar aos trabalhadores aumentos justos: das previsões de crescimento da Comissão Europeia (que falharam em 2023) às recomendações do BCE (que quer baixar a inflação à custa dos salários), passando pela eventual descida das taxas de juro, ao ridículo crescimento do custo dos depósitos e à duvidosa redução das proveitosas comissões cobradas.

LER MAIS
Janeiro 10, 2024

Prémio de antiguidade: sentença mantém decisão, Sindicatos recorrem

O Tribunal do Trabalho de Lisboa renovou a anterior decisão de que o prémio de antiguidade vencido com a entrada em vigor do atual ACT deve ser pago proporcionalmente por cada período, contrariando a tese dos Sindicatos.

Os Sindicatos foram notificados pelo Tribunal do Trabalho de Lisboa, em sede de repetição de julgamento, da sentença relativa à ação de interpretação da cláusula relativa ao prémio da antiguidade, interposta pelo Banco Santander Totta e que tem o Mais Sindicato, o SBN, a Febase e o SBC, entre outros, como contrapartes.

LER MAIS
Dezembro 28, 2023

Conselho Geral do SBC | Sessão Extraordinária

Convocatória para o Conselho Geral | Sessão Extraordinária de 12 de Janeiro de 2024

LER MAIS
Dezembro 13, 2023

Sector da banca com resultados históricos

BANCÁRIOS DA UGT PROPÕEM AOS BANCOS SALÁRIO EXTRA A TODOS OS TRABALHADORES

Os três sindicatos bancários da UGT (SBN – Sindicato dos Trabalhadores do Setor Financeiro de Portugal, Mais Sindicato e Sindicato dos Bancários do Centro) enviaram uma carta aos cinco maiores bancos do país, propondo a atribuição de um salário extra a todos os respetivos trabalhadores, pelo facto de o setor ter registado resultados históricos.

Com efeito, até setembro deste ano, os referidos números apontam para 987 milhões de euros para a CGD, 650 milhões para o Milleniumbcp, 638 milhões para o Novobanco, 621 milhões para o Santander e 390 para o BPI.

LER MAIS
Dezembro 12, 2023

ACT: banca propõe indecorosos 2% de aumento para 2024

MAIS, SBC e SBN repudiam resposta dos bancos, que tiveram lucros fabulosos e distribuem migalhas aos trabalhadores. Já não há vergonha?

Os Sindicatos tiveram bom senso na sua proposta: consideraram a inflação de 2023, a recuperação parcial da perda do poder de compra e, fundamentalmente, os ganhos de produtividade – e reivindicaram 6% de aumento.

As Instituições de Crédito (IC) subscritoras do ACT do Setor Bancário – entre as quais se incluem o BST, o BPI e o NB, que este ano registam lucros fabulosos – responderam com a miserável e indecorosa contraproposta de 2%.

LER MAIS
Dezembro 11, 2023

Cálculo das reformas: Montepio também reconhece “regra de 3 simples”

Depois do BST e do BPI, o Montepio adere à “regra de 3 simples” no cálculo do pagamento das reformas dos bancários, tese há muito defendida pelos Sindicatos da UGT. Falta apenas o reconhecimento do Novo Banco para repor uma injustiça com vários anos.

Depois de vários anos de luta e centenas de vitórias em tribunal, os três Sindicatos da UGT congratulam-se com a posição agora assumida pelo Montepio, que se segue a igual tomada de posição por parte do BST e do BPI.

MAIS, SBN e SBC esperam que brevemente seja anunciado pelo Novo Banco igual orientação, colocando definitivamente termo a um litígio interpretativo que muito tem prejudicado os bancários reformados.

LER MAIS
Dezembro 6, 2023

Cálculo das reformas: BPI dá razão aos Sindicatos e adota “regra de 3 simples”

Depois do Santander, é agora o BPI que reconhece a razão dos Sindicatos da UGT na contagem do tempo de carreira contributiva na formação da pensão – tese já reconhecida nas mais diversas Instâncias Judiciais.

O BPI comunicou ao Sindicato dos Trabalhadores do Setor Financeiro de Portugal (SBN), ao Sindicato dos Bancários do Centro (SBC) e ao Sindicato do Sector Financeiro-MAIS Sindicato que adota a “regra de 3 simples” na distribuição da reforma a cargo da Segurança Social.

LER MAIS
Dezembro 4, 2023

Conselho Geral do SBC

Convocatória para o Conselho Geral de dia 15 de Dezembro de 2023

LER MAIS
Novembro 29, 2023

Aquisição do EuroBic pelo Abanca ainda em fase embrionária

O Banco garantiu aos Sindicatos da UGT mantê-los informados sobre o desenrolar do processo.

MAIS, SBN e SBC reuniram-se ontem, dia 28 de novembro, com o EuroBic, no âmbito do processo negocial em aberto relativo ao ano de 2023, nomeadamente no que diz respeito à proposta destes Sindicatos para alteração de algum clausulado.

LER MAIS
Novembro 28, 2023

Bancos atrasam negociações injustificadamente

SBC, MAIS e SBN apresentaram, juntamente com propostas de revisão do clausulado do ACT, uma reivindicação salarial de 6% para 2024. Um mês depois, nenhuma resposta…

LER MAIS
Novembro 27, 2023

Cálculo das reformas: BST reconhece “regra de 3 simples” e adere à tese dos Sindicatos

O Banco assume que todo o tempo de descontos dos trabalhadores, dentro ou fora da instituição, tem o mesmo valor no cálculo das respetivas reformas. MAIS, SBC e SBN esperaram que as restantes IC sigam o exemplo.

Após uma longa discussão judicial, que no caso do Banco Santander Totta (BST) envolveu dezenas de processos (alguns ainda a correr nos tribunais), a instituição informou o MAIS, o SBC e o SBN que passava a aderir à tese dos Sindicatos, reconhecendo na íntegra a “regra de 3 simples” na distribuição da pensão de reforma a cargo da Segurança Social – ou seja, que todo o tempo de descontos, tenha sido por trabalho prestado fora ou dentro da banca, vale de igual forma.

LER MAIS
Novembro 27, 2023

VIII ENCONTRO DE BANCÁRIOS NO ATIVO, REFORMADOS E FAMILIARES DO SBC

Não fora a pandemia ter trocado as voltas aos portugueses, alterando-lhes hábitos e rotinas, e bem podíamos estar a falar no X Encontro dos Bancários.  Retomada a tradição no ano transato, o Departamento de Tempos Livres em colaboração com os Secretariados Regionais, organizaram a festa anual dos bancários e familiares. Pois muito bem, este encontro, muito ansiado por todos, principalmente pelos nossos reformados, teve lugar no distrito de Coimbra, na Quinta da Nora, em Miro, Penacova. Juntou algumas centenas de comensais que, como vem sendo hábito, se divertiram e conviveram em perfeita harmonia. É com grande satisfação que podemos dizer que, mais uma vez, este evento, se traduziu num grande êxito, a dar fé aos comentários dos colegas que elogiaram não só a organização como a ementa escolhida.

LER MAIS
Novembro 27, 2023

Oitante aumenta salários em 5%

A revisão de tabelas e cláusulas de expressão pecuniária para 2023 chega ao fim com um aumento superior ao do ACT do Setor Bancário. Os três Sindicatos da UGT registam a intenção

A revisão do Acordo de Empresa (AE) da Oitante foi concluída no início de novembro, com um aumento de 5% na tabela de níveis e nas cláusulas de expressão pecuniária, percentagem acima de todos os restantes acordos salariais deste ano.

LER MAIS